,

HOME  ARTISTAS  NOTÍCIAS  ENTREVISTAS  ANÁLISES  VIDEOS  FALE CONOSCO  NEWSLETTER  ANUNCIE

,

 

ARTISTAS | A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z |

,

,

4/1 - Nada é Impossível

MK Music

Analisado em Maio 2013

 

Músicas: Um Deus Tão grande/ Casa Cheia/ Deus é por Mim/ Nada é Impossível/ Foi por Amor/ Palavra de Vitória/ Deus me ouvirá/ Tu és meu Tudo/ Chama Viva/ Eu sou de Cristo/ Enfrentarei/ Ouvirei a Tua voz

 

[Comprar]  [ir para a página do cantor]

Analisado por Alex Eduardo em 31/05/13

 

Este é o sétimo álbum da banda e marca com uma novidade "gravado ao vivo", um vivo nos estúdios da MK Music, soa diferente dos anteriores porque tem a participação de um público independente de onde fora captado. Por ser ao vivo e a primeira vez que a banda encara um projeto assim procurei ouvir melhor e analisar também música a música e dando uma olhada no conjunto total. Ao vivo pra mim precisa chamar a atenção do começo ao fim, precisa ter uma sequência, um começo meio e fim e ainda deixar um gosto de quero mais e fazer você voltar o disco todo.

 

Na primeira e segunda "Um Deus tão Grande" de Renato César e Geraldo Guimarães e "Casa Cheia" de Kleber Lucas, ouvimos o piano com destaque, pads, riffs de guitarra e Klev Soares conduzindo bem com um ar mais congregacional e popular. A produção musical do álbum ficou por conta de Rogério Vieira, nestas duas canções que abrem o álbum ouço muito piano, excessivamente e desnecessário, porém são lindas canções para a igreja, esse excesso não trouxe uma característica de banda. Os solos de guitarra em ambas canções deram uma dinâmica melhor e deu uma levantada principalmente na faixa 2. Assista ao clipe do primeiro single do álbum.

 

 

 

Para um álbum ao vivo a dinâmica não começa interessante com duas canções que tem aqueles coros pra chamar público, são excelentes canções para ouvir e tudo o mais, mas aquela canção agitada pra abrir e nos colocar naquele momento de celebração não acontece até a quarta faixa "Nada é Impossível" de Joth Hunt, versão de Carlos André Rangel de Queiroz e Rafael Frohe, originalmente gravada por PlanetShakers, uma das canções mais grandiosas agitadas que já ouvi. Ouça abaixo. Foi uma bela escolha da banda, ela é completa e esse grande nível continua na "Foi por Amor" composição de Klev Soares/ Duda Andrade/ Valmir Bessa/ Kleber Lucas e contando com a participação especial de Kleber Lucas, as guitarras são grandiosas, os riffs muito bem colocados, simples que dão uma grandiosidade à música descomunal.

 

 

 

Os "ô ô ô" na abertura empolga e me faz ouvir com calma a faixa "Palavra de Vitória" de Anderson Freire, a levada da música é bem marcante do compositor, confesso que o que mais curti foi o "ô ô ô" a melodia e os arranjos criados, porque quando você ouve a faixa parece outra música, é boa a música com muitas informações bacanas. Mas toda essa concepção das lentas que tive foi quebrado com a faixa "Deus me Ouvirá" de Marcos Rodrigues, a abertura já faz você levantar as mãos, os riffs e os pads no início com Klev conduzindo e a igreja vindo, o piano em alguns lances deixa tudo grandioso, o violão e a guitarra aparecem mais que o piano, coisa que poderia acontecer desde a primeira faixa mais presente, efeitos tomam o lugar do piano, a voz da igreja ao fundo dá aquele clima ao vivo que é sempre bom ouvir. Estrofes e coro muito bem compostos linda canção, a letra "Uma palavra Tua e tudo volta ao seu lugar, em Ti confio e posso descansar" lindo demais, nos coloca em um momento de adoração tão gostoso, um dos pontos altos deste álbum.

 

"Chama Viva" de Bené Gomes tão linda, com uma letra tão convidativa, o violão conduz a música, pads e um piano bem ao fundo somente pra dar melodia. A igreja vem junto entoando "Quero aquietar o meu ser em Ti, Quero ouvir Tua voz a me dirigir", o momento de ministração com espontâneo chama a atenção pelos riffs de guitarra e o clima que foi criado nela, que ápice ao ouvir esta faixa. "Eu sou de Cristo" composição de Valmir Bessa corta o ápice que estávamos na canção anterior que poderiam sim aqui colocar as duas faixas que abrem o CD e essa aqui colocá-la no começo do CD. Arranjos muito bem colocados, a igreja acompanhando ficou muito consistente e bacana te empolga, as guitarras que são o segredo para esta banda são ouvidos aqui nesta faixa. Um dos bons guitarristas que temos no mercado Duda Andrade pôde colocar em canção seu talento, curti os arranjos desta faixa pra animar e celebrar.

 

"Enfrentarei" de Valmir Bessa é interessante, tem bons arranjos, a letra é cheia de clichês, porém muito boa, a melodia é simples e chama o público "Eu vou atravessar o mar, do outro lado sei que vou chegar". O bacana é a condução de Klev com muito sentimento que transparece em cada frase entoada, a banda 4/1 ganhou com a entrada dele. E o CD finaliza com a faixa "Ouvirei a Tua voz" de Marcos Rodrigues compositor que não lembro de ouvir outras canções dele, gostei muito da ótica dele em colocar as melodias de fácil assimilação. Rogério Vieira nesta também acertou em cheio nos arranjos, tudo neste álbum que não tem muito piano ganha ponto positivo.

 

No geral é o melhor álbum que a banda 4/1 lança no mercado. Pode sim colocá-los em um novo patamar, um álbum bem trabalhado, dá pra perceber em cada faixa que procuraram não descaracterizar com o álbum ao vivo. Tirando as duas faixas que abrem o álbum que poderiam ser encaixadas no meio do álbum, mas isso não faz desmerecer o projeto que está grandioso e muito bonito.

 

Voltar  |  Todas as Análises

,

,

 

,

 

,

 

,

 

 

,

,

       

,

,

,

 

,

,

,

 

,

,

,

,

,

,

,

,

,

,

,

,

,

,

 

,

,

,

,

,

 

,

,

 

 

,

 

Home   Anuncie   Fale Conosco
Fique ligado em tudo o que acontece no CasaGospel.com, Siga-nos no Twitter, cadastre seu e-mail em nossa newsletter

Copyright - 2006 - 2013 CasaGospel.com. Todos os direitos reservados.